BB – Banco do Brasil

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
INFORMAÇÕES
Instituição: Banco do Brasil (último edital)
Banca examinadora: Fundação Cesgranrio
Total de vagas: 120 previstas 
Remuneração inicial: R$ 4.036,56.
Nível: Médio e Superior
Data da prova:  A definir
Inscrições: A definir

Curso on-line completo para o concurso do BB - Banco do Brasil

Sobre o concurso do BB - Banco do Brasil

Com edital confirmado na última sexta-feira, 14 de agosto, pelo Estadão. As vagas do concurso BB – Banco do Brasil vão ser oferecidas para a área de Tecnologia.

O novo edital de concurso público do Banco do Brasil (Concurso BB 2020) vai contar com 120 vagas. A informação foi confirmada na última sexta-feira, 14 de agosto, pelo Estadão. As vagas do certame, segundo informações da reportagem, vão ser oferecidas para a área de Tecnologia.

O edital do concurso Banco do Brasil BB 2020 deve ser publicado no terceiro trimestre deste ano, ou seja, até setembro, conforme informou fontes do Estadão. O salário do cargo será de R$3,8 mil, já com os benefícios.

A princípio, este será o primeiro edital do Banco do Brasil que não será destinado para a carreira de Escriturário. O anúncio pegou de surpresa os candidatos, visto que hoje o Banco do Brasil tem carreira de Escriturário, de nível médio, como única para ingresso.

Podendo então, o edital ser lançado de duas maneiras.

A primeira é abrindo o concurso nos mesmos moldes do último certame, quando foi aberto uma seleção para para escriturário exigindo nível médio e cobrando disciplinas de Tecnologia da Informação. Esse certame foi aberto em 2018, com remuneração de R$4.036,56.

A outra seria abrir um concurso destinado para a área de Tecnologia da Informação, com exigências específicas. O que parece que acontecerá, de acordo com a reportagem do Estadão. No entanto, ainda não é uma certeza.

De acordo com o Estado, concurso seria feito como se fosse um programa de trainee, com acompanhamento de gestores. Além disso, será possível escolher o local de trabalho, já que o Banco do Brasil estuda manter o home office após o término da pandemia.

Etapas Concurso BB

O concurso do Banco do Brasil BB foi composto por quatro etapas, conforme disposto a seguir:

 ⦁ a) 1ª Etapa: Avaliação de Conhecimentos, mediante a aplicação de provas objetivas, de caracteres eliminatório e classificatório, sob a responsabilidade da FUNDAÇÃO CESGRANRIO.
 ⦁ b) 2ª Etapa: Prova de Redação, de caráter eliminatório, sob a responsabilidade da FUNDAÇÃO CESGRANRIO.
 ⦁ c) 3ª Etapa: Aferição da veracidade da autodeclaração prestada por candidatos(as) pretos(as) ou pardos(as), conforme edital.
 ⦁ d) 4ª Etapa: Procedimentos Admissionais e Perícia Médica, de caráter eliminatório, sob a responsabilidade do BANCO DO BRASIL S.A.

Último edital foi aberto para área de T.I.

O último edital de concurso Banco do Brasil publicado foi em 2018. O grande diferencial no concurso, no entanto, foi o bloco de Conhecimentos de Informática, que teve o maior número de questões (25) e não Conhecimentos Bancários, como aconteceu nos últimos editais.

A Fundação Cesgranrio, organizadora do certame, aplicou as avaliações em Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) ou São Paulo (SP).

De acordo com o documento publicado, as oportunidades foram para lotação nas cidades de Brasília (DF), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). Para concorrer a uma das vagas, o candidato precisava ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação, Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação, (MEC), e idade mínima de 18 anos completos na data da contratação.

Rotina e carreira no Banco do Brasil

Os funcionários do Banco do Brasil possuem carga horária de, até o momento, seis horas diárias. Eles possuem ponto eletrônico disponível no computador e fazem a entrada e saída pelo sistema.

Basicamente, o Escriturário trabalha com vendas. O banco oferta produtos como planos de previdência, títulos de capitalização, empréstimos, fundos de investimento e outros. É trabalho do funcionário realizar as vendas.

Além disso, há os funcionários que trabalham no caixa da agência, área em que possuem contato direto com dinheiro, realizando pagamentos e depósitos, por exemplo.

Outros trabalham no atendimento, realizando os serviços de atendimento ao cliente para resolver dúvidas, problemas e abertura de contas, como exemplo.

No entanto, é importante apontar que, por ser empresa, a progressão na carreira permite que o Escriturário alcance o topo da instituição. E, para isso, o banco investe no desenvolvimento dos funcionários. De que forma? Uma delas é através de uma universidade corporativa própria do banco em que os funcionários possuem acesso a cursos gratuitos.

E, para desbancar o medo da falta de estabilidade, reforça-se que a demissão no Banco do Brasil precisa passar por processo administrativo. Portanto, não se trata de uma decisão aleatório e sem justificativa.

Salário, vantagens e benefícios

Atualmente, o salário base do Escriturário é de R$ 3.253,80. Além deste valor, há o vale alimentação/refeição de R$ 1.300. Somando os valores, o funcionário receberia por mês R$ 4.553,80.

No entanto, este valor pode ser bem maior. Por que? Porque o banco possui ainda os valores de Participação nos Lucros – que atingiu seu maior valor recentemente – e as Premiações por atingir as metas.

Com isso, os funcionários podem chegar a receber 14º, 15º e até 16º salários. Outros benefícios são: descontos em financiamentos, consórcios, empréstimos, isenções de taxas, bolsas de estudo para faculdades e auxílio creche.

Os Escriturários também contam com PREVI, a previdência privada, e o CASSI, caixa de assistência dos funcionários (uma espécie de plano de saúde).

Ao final, somando os rendimentos, PLR, premiações por alcance de metas e CASSI, um Escriturário pode receber R$ 86 mil por ano. Sem o CASSI, o valor é se aproxima aos R$ 76 mil por ano.

STF defendeu abertura de novo concurso para nível superior

Ademais, um novo edital de concurso público para o Banco do Brasil foi especulado no ano passado. Acontece que no dia 11 de outubro, o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) sobre a necessidade de um novo certame para o Banco para cargos de nível superior.

“O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), julgou inviável (negou seguimento) a Reclamação (RCL) 32298, em que o Banco do Brasil pedia a cassação de decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) que determinou a necessidade de realização de concurso público específico para desempenho de profissões de nível superior. Com isso, fica revogada liminar concedida por ele anteriormente que havia suspendido o ato do TRT-10”, disse o STF.

A decisão do TRT-10 se deu em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) contra o desvio de escriturários de nível médio do banco para atuação em funções de grau superior. Ao julgar recurso ordinário, a corte trabalhista anulou norma interna da instituição por contrariedade à regra geral do concurso público, mas manteve as nomeações já efetuadas e determinou que o BB somente nomeie empregados para as profissões de nível superior após aprovação em concurso público específico para a respectiva profissão.

Palavras relacionadas: além disso concurso mais direcionado fundação cesgranrio carreira de escriturário novo edital nível médio tecnologia da informação área de tecnologia cargo de escriturário salário inicial tecnologia e inovações provas objetivas concurso público língua inglesa pensando na possibilidade julho de 2020 r 2.718,73 expectativa é 120 vagas direcionado para essa área
 

Receba nossas novidades...

Cadastre seu melhor e-mail e vamos informar sobre as melhores novidades no mundo dos concursos públicos.

Scroll Up